Vamos falar sobre arranjos?



No momento em que os noivos escolhem o repertório do cerimonial nem sempre os arranjos estão prontos para a formação contratada tendo em vista que existe muita variedade de músicas para cada momento da celebração e muitos tipos de formações de músicos. Em termos gerais, para cada música e para cada formação de músicos deve existir um arranjo diferente.

Afinal, o que é o arranjo? É a forma como a música é tocada, é como se cada arranjo fosse uma versão diferente de uma música.

Vamos exemplificar com uma música comumente escolhida como “ A Bela e a Fera” para a entrada de damas e pajens. Para esta música são necessários arranjos diferentes se for tocada por: (a) piano e violino, (b) piano, violino e violoncelo, (c) piano, violino, violoncelo, saxofone (d) quarteto de cordas (e) piano, dois violinos, trompete, trombone e percussão e assim por diante. Existem inúmeras formações e para cada uma devemos providenciar um arranjo diferente. Resumindo, para cada cerimonial uma empresa de coral e orquestra para casamento possui diferentes demandas de arranjos.

Em muitos casos e o que é mais comumente utilizado é a empresa disponibilizar um arranjo já pronto, geralmente para piano, para todos os outros instrumentos, ou seja, todos os músicos ficam com a mesma partitura (a de piano) e toca mais ou menos o que está escrito que se aplica ao seu instrumento. Essa estratégia gera uma grande redução de custos com o arranjador, mas a versão da música não soa tão bem. Outra estratégia comum é os músicos tocarem "de ouvido" na hora, o que achamos tremendamente arriscado.

Elaborar um arranjo para cada formação contratada, com partituras específicas para cada um dos instrumentos, é bem diferente. O efeito sonoro fica m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o! E não soa como um conjunto todo atrapalhado tocando qualquer coisa que apareça uma melodia e uma harmonia qualquer.

Em termos técnicos, não pode transparecer que existem vários músicos que tocam tudo junto ao mesmo tempo, de uma maneira “embolada”. O ideal é que seja identificado que em um momento um instrumento faz a melodia (que canta a letra), em outro momento é o outro instrumento. Se todos tocam juntos fica um “emaranhado” de sons sem que seja possível identificar o papel de cada um no grupo.

Para que seja possível a empresa disponibilizar um arranjo para cada música e para cada formação existe um custo interno extra e que, na nossa opinião, é imprescindível para uma prestação de serviços de qualidade.

Os arranjos devem soar bem e ser escritos em tessitura adequada para cada instrumento. Além disso, devem ser menos complicados, ou seja, devem ser compreensíveis para qualquer nível de músico para evitar riscos para o evento. Existem arranjos que soam bem mas são complicadíssimos e não acessíveis a todos os músicos. Prezamos por arranjos que além de soar bem, são amigáveis para diferentes níveis técnicos de músicos.

A Vitta Coral e Orquestra conta com um arranjador extremamente profissional e de notável saber musical reconhecido no meio artístico. Nossos arranjos são elogiados inclusive pelos músicos pela qualidade técnica.

Temos um convite a vocês: analisem nossa galeria de vídeos e se atentem a estas informações. Notem como cada instrumento executa a sua voz separadamente sem que haja uma confusão de sons. Temos certeza que de agora em diante terão mais argumentos para discutir sobre arranjos musicais e se atentar sobre um trabalho de qualidade para seu evento.


Uma boa semana para vocês!

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Pinterest - Círculo Branco
Vitta-Coral-e-Orquestra

 +55 11 99624 4644 • +55 11 97205 3015