Dicas para escolher a formação ideal de músicos para o seu casamento



Você tem dúvidas sobre qual formação de músicos escolher para sua cerimônia? Com tantas opções fica difícil mesmo escolher mas com as dicas deste artigo você terá mais segurança na decisão.

Primeiramente você precisa conhecer que há instrumentos de linha melódica e de linha harmônica. De uma forma geral e simplista, os instrumentos de linha melódica fazem a melodia, ou seja, a parte cantada da música. Os instrumentos de linha harmônica fazem o preenchimento da música, acompanhando a melodia. Sabe aquela sensação de que falta algo na música quando se ouve um violino ou um cantor sozinhos? É a falta da harmonia, é o que faz sentir aquela sensação de que a música está completa.

Agora vamos as dicas para a escolha da formação para seu evento:

1 - Em geral, é sempre bom combinar instrumentos melódicos com instrumentos harmônicos para que se tenha a sensação da complexidade, ou seja, a partir de dois instrumentos dá para fazer um evento bem interessante.

2- Se a opção for escolher apenas um instrumento, sugerimos que seja o piano porque ele consegue suprir as duas funções de melodia e harmonia. É um instrumento completo!

3 – Se a cerimônia for bem intimista, para pouquíssimas pessoas em um espaço bem restrito, é possível fazer um instrumento melódico sem harmonia, como por exemplo, um violino solo. Mas estes casos devem ser bem analisados para evitar que a cerimônia fique sem graça.

4 - A quantidade de músicos a ser contratada depende do seu estilo de casamento, local, horário e repertório desejado. É possível fazer grandes cerimônias com número reduzido de instrumentos que atendam ao que vocês escolherem em termos de repertório.

Listamos alguns exemplos de combinações de instrumentos x estilos de evento x repertório:

  • Cerimônia no campo ou na praia, ao entardecer, fica elegante um quarteto de cordas, um trio (piano, violino, violoncelo), um duo (piano e violino ou violão e violino ou piano e cantor).

  • Cerimônia tradicional noturna em Igrejas requer uma formação mais pesada com piano, violinos, percussão, trompete, trombone e coral de vozes.

  • Se a noiva fizer questão da marcha nupcial e clarinada, deve-se contratar os instrumentos de sopro como trompete e trombone. Estes instrumentos também podem ser utilizados nas demais músicas.

  • Se a escolha for por músicas mais animadas será interessante a contratação de percussão.

5 – A quantidade de músicos não é o que vai definir a beleza da execução das músicas da cerimônia. O que define a qualidade das músicas é o tipo de arranjo (veja nosso post sobre arranjos), a combinação dos instrumentos utilizada para cada repertório e o nível técnico de um músico. Ou seja, não adianta contratar 20 músicos se os arranjos não forem bons porque será uma massa sonora com efeito ruim.


6 – Evite usar playbacks fazendo a parte da harmonia durante a cerimônia. Existem riscos de ter que cortar a música no meio e isso não tem um bom efeito sonoro. Quando a cerimônia é realizada com músicos ao vivo, eles finalizam a música corretamente de acordo com o fluxo normal da celebração. Não economizem na contratação de um instrumento a mais para utilizar o recurso de playback, um piano ao vivo evitaria riscos de cortes súbitos para finalização das músicas. O serviço de playback vocês podem contratar na recepção dos convidados ou durante a festa que fica lindo!!


Esperamos que as dicas tenham ajudado para tomar a melhor decisão!


Uma ótima semana!!



  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Pinterest - Círculo Branco
Vitta-Coral-e-Orquestra

 +55 11 99624 4644 • +55 11 97205 3015